Lucro da ADM mais que dobra apoiado em serviços agrícolas e oleaginosas

A receita da empresa subiu para US$ 20,34 bilhões.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A ADM (Archer-Daniels-Midland) informou hoje (26) que seu lucro do terceiro trimestre mais que dobrou, com a comerciante de grãos dos Estados Unidos se beneficiando da força de sua unidade de serviços agrícolas e oleaginosas.

Os resultados mais recentes da ADM mostraram um indício de como os maiores comerciantes de grãos do mundo estão saindo da pandemia de Covid-19, que provocou grandes mudanças na demanda por alimentos e combustível à medida que mais pessoas cozinhavam em casa e evitavam viagens desnecessárias.

LEIA TAMBÉM: Agribrasil pede cancelamento de registro para IPO

A empresa –parte do quarteto ABCD de gigantes do comércio de grãos, incluindo Bunge, Cargill e Louis Dreyfus– compra produtos agrícolas para processar e exportar.

“A ADM está a caminho de um quarto trimestre forte, culminando em um segundo ano consecutivo recorde de ganhos por ação”, disse o CEO Juan Luciano em um comunicado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O lucro líquido da ADM cresceu cerca de 134% para US$ 526 milhões, ou US$ 0,93 por ação, nos três meses encerrados em 30 de setembro, ante US$ 225 milhões, ou US$ 0,40 por ação, um ano antes.

A receita subiu de US$ 15,13 bilhões para US$ 20,34 bilhões. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: