Monashees busca US$ 700 milhões para investir em startups

A gestora de venture capital está levantando dois fundos, um para startups recém-lançadas e outro para empresas mais avançadas

Redação
Compartilhe esta publicação:
oxygen/GettyImages
Oxygen/GettyImages

A Monashees é uma gestora de venture capital que já investiu em empresas como Rappi, Loggi e o banco Neon

Acessibilidade


A gestora de venture capital Monashees está levantando US$ 700 milhões em dois novos fundos para investir principalmente em startups na América Latina, disseram duas fontes com conhecimento do assunto.

A Monashees planeja levantar um fundo focado apenas em startups recém-lançadas, seu décimo veículo para este tipo de companhia, e outro para investir em startups em estágios mais avançados de desenvolvimento, o segundo fundo desse tipo, com US$ 350 milhões cada, acrescentaram as fontes.

VEJA TAMBÉM: Startups querem democratizar o acesso à moradia de qualidade

Essa mais nova captação da Monashees ocorre em meio a um boom de negócios no setor de tecnologia na América Latina, incluindo fundos gigantescos lançados por investidores como o SoftBank e várias empresas se preparando para listar suas ações, como a fintech Nubank.

Uma das pioneiras na indústria de capital de risco no Brasil, a Monashees foi fundada em 2005 por Eric Acher e Fabio Igel. As empresas de seu portfólio incluem o aplicativo de entrega colombiano Rappi e, no Brasil, a proptech Loft, a empresa de logística Loggi, o banco digital Neon e a plataforma online de produtos para o lar MadeiraMadeira. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: