Morgan Stanley tem lucro acima do esperado, e recorde em fusão e aquisição

O lucro líquido atribuível aos acionistas ordinários subiu para US$ 3,58 bilhões, ante US$ 2,6 bilhões um ano antes..

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Morgan Stanley divulgou hoje (14) um lucro maior do que o esperado no terceiro trimestre, já que sua divisão de bancos de investimentos fechou mais acordos e gerou um recorde de US$ 1,27 bilhão em consultoria.

O banco se beneficiou da forte atividade de fusões e aquisições (M&A), com acordos totais de US$ 1,52 trilhão anunciados no trimestre encerrado em 27 de setembro.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Este número representa um crescimento de 38% em comparação com o ano anterior, maior do que qualquer trimestre já registrado, conforme os dados da Refinitiv.

O Morgan Stanley é o terceiro maior banco no ranking de assessoria para M&A, que classificam as empresas de serviços financeiros com base no valor das taxas de fusões e aquisições que geram, atrás dos rivais Goldman Sachs e JPMorgan.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A receita de sua unidade de banco de investimento, que compreende negócios de consultoria, foi de US$ 2,85 bilhões, em comparação com US$ 1,71 bilhão um ano atrás.

O lucro líquido atribuível aos acionistas ordinários subiu para US$ 3,58 bilhões, ou US$ 1,98 por ação, ante US$ 2,6 bilhões, ou US$ 1,66 por ação, um ano antes.

Analistas esperavam um lucro de US$ 1,68 por ação, de acordo com dados da Refinitiv.

A receita líquida aumentou para US$ 14,75 bilhões no trimestre, ante US$ 11,72 bilhões um ano antes. (com Reuters)

Compartilhe esta publicação: