Preço do minério puxa lucro da Vale para baixo no 3º trimestre ante 2º

O lucro líquido ficou abaixo de estimativa da Refinitiv, que previa US$6,15 bilhões no período .

Redação
Compartilhe esta publicação:

Brendan McDermid/Reuters

Acessibilidade


A mineradora Vale registrou lucro líquido de US$3,886 bilhões no terceiro trimestre, alta de 33,6% versus o mesmo período do ano passado, mas um recuo de 48,8% na comparação com o trimestre anterior, em meio a uma retração dos preços do minério de ferro, seu principal produto.

O resultado trimestral da empresa, publicado ao mercado nesta quinta-feira, também foi impactado por uma baixa contábil do negócio de carvão, de quase US$2 bilhões.

O lucro líquido ficou abaixo de estimativa da Refinitiv, que previa US$6,15 bilhões no período.

O preço médio de finos de minério de ferro realizado da companhia entre julho e setembro foi de US$126,7  por tonelada, contra 112,1 dólares um ano antes e US$182,8 no trimestre anterior.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado, por sua vez, somou 6,938 bilhões de dólares entre julho e setembro, alta de 13,8% na comparação anual e queda de 37% na comparação com o segundo trimestre.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além dos impactos nas receitas do negócio de minerais ferrosos, devido aos menores preços, a Vale também sentiu efeitos da paralisação dos funcionários em Sudbury, no Canadá.

No relatório, o presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo, ressaltou que a produção de minério de ferro da empresa foi próxima a 90 milhões de toneladas no trimestre, “com um progresso significativo na retomada operacional do Complexo de Vargem Grande”.

Diante dos preços mais baixos, o executivo ressaltou que a empresa manterá a estratégia de priorizar valor sobre volume e otimização de custos, para criar e compartilhar valor com seus acionistas.

“Continuamos a trabalhar para melhorar a confiabilidade operacional, especialmente no negócio de Metais Básicos. Nossa geração de caixa continua robusta, superando o último trimestre em 18%, um ritmo que permitiu o pagamento de dividendos históricos em 2021”, frisou.

A empresa aprovou ontem um novo programa de recompra de ações, “o que demonstra nossa confiança no potencial da Vale“, afirmou Bartolomeo.

Os investimentos do terceiro trimestre somaram 1,248 bilhão de dólares, 109 milhões de dólares maior que no segundo trimestre, explicado pelo crescimento, conforme planejado, dos investimentos nos projetos de Salobo III e Serra Sul, maiores investimentos de manutenção para aumentar o fator de segurança do projeto da barragem de Torto e maiores gastos no negócio de carvão.

A empresa concluiu o trimestre com dívida bruta e arrendamentos em US$13,585 bilhões, um pouco menor que no segundo trimestre.

Compartilhe esta publicação: