Syngenta eleva vendas em 27% no terceiro trimestre

A empresa elevou as vendas para 6,5 bilhões de dólares, contra US$5,1 bilhões um ano antes

Redação
Compartilhe esta publicação:

GettyImages

Acessibilidade


A Syngenta, grupo suíço de agroquímicos que pretende levantar US$10 bilhões com uma oferta pública inicial neste ano, aumentou suas vendas em 27% no terceiro trimestre, informou a companhia hoje.

A empresa elevou as vendas para 6,5 bilhões de dólares, contra US$5,1 bilhões um ano antes, ao lucrar com os preços mais altos dos grãos, enquanto enfrentava o que chamou de piora da situação da cadeia de suprimentos.

A Syngenta disse que estava “gerenciando ativamente” sua cadeia de suprimentos para compensar as restrições do mercado global, uma situação agravada na China pela escassez de energia atingindo a fabricação de defensivos e nutrientes agrícolas durante o terceiro trimestre.

Compras, logística e outros aumentos de custos operacionais foram parcialmente compensados ​​por preços de venda mais altos em todos os negócios, acrescentou a Syngenta.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) aumentou 13%, para US$800 milhões, disse a empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Syngenta estava vendo uma demanda particularmente forte por produtos que ajudam os agricultores a superar as condições climáticas adversas, como um spray feito de algas marinhas que ajuda as videiras a lidar com temperaturas extremas.

A empresa, que concorre com a alemã Bayer e a norte-americana de agroquímicos Corteva, foi comprada pela estatal ChemChina por US$43 bilhões em 2017 e agora está pronta para uma emissão.

 

Compartilhe esta publicação: