Ações europeias sofrem pior dia em 17 meses com temores sobre nova variante

Entre os setores, o de viagem e lazer despencou 8,8%, em seu pior dia desde o começo do choque da Covid-19 em março de 2020.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O mercado acionário europeu caiu com força em meio a vendas generalizadas nesta sexta-feira, depois que notícias de uma nova variante do coronavírus recém-identificada e possivelmente resistente a vacinas provocou temores de novo impacto à economia global e levou investidores a evitar ativos arriscados.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 3,71%, a 1.796 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 3,67%, a 464 pontos, em sua pior sessão desde junho de 2020.

A medida de volatilidade para o principal mercado acionário chegou a uma máxima de 10 meses.

As perdas do dia levaram o STOXX 600 a registrar queda de 4,5% nesta semana.

Pouco se sabe sobre a variante detectada na África do Sul, Botswana e Hong Kong, mas cientistas disseram que ela tem umacombinação atípica de mutações e pode ser capaz de evitar respostas imunológicas e ser mais transmissível.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com a Europa e algumas partes do norte dos EUA em uma situação problemática devido a um número já alto de novos casos e hospitalizações, essa nova cepa do vírus surge no pior momento possível”, disse Peter Garnry, chefe de estratégia de ações do Saxo Bank.

“As ações estão reagindo negativamente porque não se sabe nesse momento quanto as vacinas serão efetivas contra a nova cepa, e portanto isso aumenta o risco de novos lockdowns.”

Entre os setores, o de viagem e lazer despencou 8,8%, em seu pior dia desde o começo do choque da Covid-19 em março de 2020.

O Reino Unido anunciou uma proibição temporária a voos da África do Sul e vários países vizinhos. A União Europeia também planeja movimento similar.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 3,64%, a 7.044 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 4,15%, a 15.257 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 4,75%, a 6.739 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 4,60%, a 25.852 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 4,96%, a 8.402 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,44%, a 5.425 pontos.

 

(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: