ArcelorMittal investirá R$ 4,3 bilhões em MG até 2024

O investimento vem num momento de crise da indústria automotiva nacional, há meses enfrentando dificuldades com oferta de componentes como semicondutores e pneus.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A empresa vai ampliar a capacidade da usina siderúrgica de João Monlevade de 1,2 milhão de toneladas para 2,2 milhões anuais, e aumentar a capacidade da mina de Serra Azul, de 1,6 milhão para 4,5 milhões de toneladas por ano.

“A organização acredita no crescimento sustentável do Brasil e no aumento da demanda por aço, especialmente em setores-chave da economia brasileira, como construção civil, automotivo, máquinas e equipamentos, e por minério de ferro, tanto no mercado interno quanto para exportação para ambos os produtos”, afirmou a ArcelorMittal em comunicado.

A companhia afirmou que a usina de Monlevade é a única fabricante brasileira de aço para cordoalhas aplicadas na fabricação de pneus (steelcord). A unidade também produz aços longos especiais para fabricação de autopeças como barras para amortecedores, molas helicoidais, fixadores, lã de aço, cabos e soldas. Com a entrada em operação de toda a linha, a usina será uma das maiores do país de aços longos, afirmou a ArcelorMittal.

O investimento vem num momento de crise da indústria automotiva nacional, há meses enfrentando dificuldades com oferta de componentes como semicondutores e pneus geradas pelo rompimento de cadeias logísticas, na esteira de medidas de isolamento social.

A usina de Monlevade vai receber uma sinterização, um novo alto-forno e será feita a duplicação da aciaria. Além disso, a mina do Andrade, fornecedora de minério de ferro para a usina e que fica a 11 quilômetros de distância, vai elevar a produção do de 1,5 milhão para 3,5 milhões de toneladas por ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: