B3 lançará contrato futuro de soja com liquidação financeira em parceria com Bolsa de Chicago

O contrato terá como referência o preço de exportação no porto de Santos e liquidação financeira calculada em dólares por tonelada pelo índice S&P Global Platts.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Jose Roberto Gomes/Reuters
Jose Roberto Gomes/Reuters

A B3 informou que o contrato Futuro de Soja Brasil, desenvolvido em parceria com a bolsa de Chicago, será lançado em 29 de novembro

Acessibilidade


A B3 informou que o contrato Futuro de Soja Brasil, desenvolvido em parceria com a bolsa de Chicago, será lançado em 29 de novembro, dando mais uma opção de hedge para os operadores que trabalham com a oleaginosa no maior produtor e exportador global.

O contrato terá como referência o preço de exportação no porto de Santos e liquidação financeira calculada em dólares por tonelada pelo índice S&P Global Platts, disse a B3 à Reuters.

Dessa forma, o investidor terá mais transparência no processo de negociação e precificação, além de um preço aderente à realidade brasileira, uma vez que em geral, para se fazer hedge dos grãos em bolsa, os operadores tinham de recorrer à Chicago.

“O agronegócio brasileiro é uma referência mundial, os nossos produtos precisam refletir isso. O novo derivativo chega para atender essa necessidade e ser uma ferramenta de gestão de risco de preço Brasil”, disse o superintendente de Commodities da B3, Louis Gourbin.

Ele lembrou que, apesar da tradicional correlação entre os preços dos EUA e do Brasil, nos últimos anos houve um descolamento, “o que dificultou bastante a vida dos agentes da cadeia produtiva brasileira”, algo que o novo contrato pode ajudar a melhorar.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além do contrato futuro, também serão listadas as opções de compra e de venda sobre o futuro de soja Brasil.

O acordo para criação do produto foi firmado entre as duas bolsas em 2020, e o lançamento pela B3 acontece após a aprovação dos órgãos reguladores brasileiros, obtida em 31 de agosto, disse a B3.

Compartilhe esta publicação: