Japão divulga pacote de estímulo e vai contra tendência global

Os gastos no país dispararam devido a uma série de pagamentos, incluindo aqueles criticados por não terem relação com a pandemia, e deverá levar a emissões adicionais de títulos neste ano.

Redação
Compartilhe esta publicação:

O Japão apresentou hoje um pacote de gastos recorde de Us$490 bilhões, indo contra uma tendência global de retirada das medidas de estímulo da crise e ampliando a tensão em suas finanças.

Acessibilidade


Os gastos no país dispararam devido a uma série de pagamentos, incluindo aqueles criticados por não terem relação com a pandemia, e deverá levar a emissões adicionais de títulos neste ano.

Os fortes gastos vão ressaltar a determinação do primeiro-ministro, Fumio Kishida, que já foi considerado um conservador em relação ao fiscal, de se concentrar em reanimar a economia e redistribuir a renda para as famílias.

O pacote, finalizado em uma reunião de gabinete nesta sexta-feira, inclui 55,7 trilhões de ienes (490 bilhões de dólares) em gastos para itens como pagamento em dinheiro a famílias, subsídios a empresas afetadas pela Covid e reservas para gastos emergenciais da pandemia.

 

(Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: