Natura&Co lucra R$ 273 milhões no trimetre e planeja listagem em NY

Os planos, segundo a empresa, refletem a natureza cada vez mais global da companhia.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Natura &Co divulgou ontem (12) lucro líquido de R$ 272,9 milhões para o terceiro trimestre, queda de 28,5% sobre o resultado de um ano antes e anunciou um programa de ações e planos para listar ações em Nova York.

A companhia, que também detém as marcas Avon, The Body Shop e Aesop, teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 819,1 milhões entre julho e o fim de setembro, com a margem de 8,6%, queda de 620 pontos básicos sobre o desempenho de um ano antes.

LEIA TAMBÉM: Cemig vende fatia na Renova Energia por R$60 milhões

O presidente-executivo da Natura, Roberto Marques, afirmou que a base de comparação com o terceiro trimestre do ano passado é difícil, dado que o crescimento foi de mais de 20%, mas citou que a empresa teve desempenho mais forte que do restante da indústria e com relação a níveis de antes da pandemia.

A Natura também anunciou um novo programa de recompra de ações no valor de até R$ 1,5 bilhão e está avaliando trocar sua principal listagem da B3 para a bolsa de Nova York, mantendo BDRs listados no Brasil.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os planos, segundo a empresa, refletem a natureza cada vez mais global da companhia.

Marques afirmou que a Avon teve nos nove meses de 2021 o primeiro crescimento de receita após cinco anos de quedas, em meio aos ganhos de sinergias com o restante da companhia.

O executivo afirmou que a Natura está enfrentando dificuldades para elevar preços em seus principais mercados em meio a problemas econômicos.

“Alguns de nossos mercados estão enfrentando altos níveis de desemprego e a capacidade de elevar preços fica comprometida…É uma equação complexa”, afirmou Marques. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: