Vale deposita R$ 4,4 bilhões em juízo para transferência de renda por desastre de Brumadinho

A Vale disse que tem prestado apoio e assistência às famílias impactadas pela ruptura da barragem desde o primeiro momento.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Washington Alves/Reuters
Washington Alves/Reuters

Logo da Vale em mina em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG)

Acessibilidade


A Vale informou hoje (3) que concluiu o depósito em juízo do montante de R$ 4,4 bilhões previsto para o Programa de Transferência de Renda aos atingidos pelo rompimento da barragem de Brumadinho (MG).

Os recursos, corrigidos pelo IPCA até agosto de 2021 e deduzidos os custos operacionais e pagamentos emergenciais realizados entre junho e outubro de 2021, foram depositados em duas vezes, sendo R$ 2 bilhões em 18 de outubro e o restante em 28 do mês passado.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Os depósitos foram realizados porque, desde 1º de novembro, passaram a valer os termos do novo programa, assinado entre a empresa, o governo de Minas Gerais e as instituições de Justiça, em fevereiro deste ano. O acordo envolveu R$ 37,69 bilhões para reparação de danos coletivos.

A Vale disse que tem prestado apoio e assistência às famílias impactadas pela ruptura da barragem desde o primeiro momento, em 2019. Durante quase três anos, cerca de cem mil pessoas contaram com o benefício, que ultrapassou 2,3 bilhões de reais, acrescentou a mineradora. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: