Brasileira entra na lista Forbes 30 Under 30 dos EUA

Luana Lopes Lara é cofundadora da empresa Kalshi, que permite que seus usuários façam apostas sobre qualquer tipo de evento.

Alexandra Wilson
Compartilhe esta publicação:
Forbes
Forbes

Tarek Mansour e Luana Lopes Lara, fundadores da Kalshi

Acessibilidade


A brasileira Luana Lopes Lara, de 25 anos, é uma das homenageadas na 10ª lista Forbes 30 Under 30 dos Estados Unidos. A jovem cofundou a Kalshi com o colega de MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) Tarek Mansour, também de 25 anos. A plataforma permite que os usuários façam apostas sobre qualquer tipo de evento e é a primeira desse tipo a ser aprovada pelas agências reguladoras na história dos EUA.

A empresa abriu as portas em 2018, mas a licença federal para funcionar só saiu em 2020. Embora apostar seja uma atividade legalizada nos Estados Unidos, em geral só é possível fazer palpites sobre eventos esportivos. Foi pensando em todos os outros acontecimentos que podem ser objeto de apostas –como quantos norte-americanos tomarão vacina contra a Covid-19, por exemplo– que a Kalshi foi criada (a palavra significa “tudo” em arábe).

A plataforma permite que uma pessoa crie uma pergunta na qual os demais usuários podem apostar. A questão tem que ter respostas diretas (sim ou não, Maria ou João, 2 ou 3 gols, por exemplo). O dinheiro apostado pelos perdedores é dividido entre os usuários que acertaram a resposta, na proporção do palpite de cada um.

A firma de capital de risco Sequoia e os bilionários Charles Schwab e Henry Kravis investiram US$ 40 milhões na Kalshi, que movimentou US$ 10 milhões em apostas desde seu lançamento em julho de 2021.

10 anos de 30 Under 30

A primeira edição da Forbes 30 Under 30 foi publicada há uma década, com um objetivo claro: identificar a nova guarda, os jovens inovadores, pioneiros e disruptivos que reconstroem nosso mundo. Essa primeira lista apresentava nomes como Kevin Systrom, cuja empresa Instagram tinha apenas sete funcionários; Lena Dunham, que ainda não tinha lançado a série Girls da HBO; Daniel Ek, que acabara de lançar o Spotify nos EUA; o jornalista Ronan Farrow, anos antes de expor Harvey Weinstein na revista New Yorker; e o ator Donald Glover, então mais conhecido como membro do elenco da série de comédia cult Community.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Muito de 2022 estava sendo criado por esse grupo em 2012. Dez anos a partir de hoje, é uma boa aposta que todos estaremos vivendo em um novo mundo que está sendo imaginado hoje pelos 600 empresários, inovadores e artistas que completam nossa 10ª turma.

Entre o destaques deste ano está Devin Booker, estrela do time de basquete Arizona Suns. O armador de 1,80 m de altura é um dos apenas seis jogadores na história da NBA a marcar 70 pontos em um jogo e ajudou a levar o Suns ao seu primeiro título em 28 anos na temporada passada. Ele se junta a rostos familiares como os músicos Jack Harlow e Olivia Rodrigo, e os atores Miranda Cosgrove e Bella Thorne.

Existem também muitas pessoas que você não conhece – mas deveria. Celine Halioua, de 27 anos, é uma delas. Ela comanda a biotech Cellular Longevity, que identificou compostos que ajudam a prevenir o envelhecimento indevido e o câncer em cães (e pode ajudar os humanos no futuro).

Todos os homenageados na lista Forbes Under 30 de 2022 desafiaram as probabilidades: navegando em uma pandemia global, lidando com problemas da cadeia de abastecimento e com o isolamento social para construir empreendimentos que são resilientes e destinados a mudar o mundo. Eles foram avaliados por editores veteranos da Forbes e jurados representativos de seus setores (de Midas Listers a Miley Cyrus). Veja abaixo alguns números que se destacam na lista. E clique aqui para ver a lista completa (em inglês).

30 Under 30 2022 em números

Financiamento: Ao todo, os eleitos de 2022 levantaram mais de US$ 1 bilhão em financiamento.

Diversidade: Dos indivíduos que aparecem na lista deste ano, 47,5% se identificam como não brancos.

Gênero: A paridade de gênero caiu ligeiramente este ano após um recorde histórico em 2021, com 61% declarando gênero masculino; 38%, feminino; e 1%, não binário.

Imigrantes: Este ano tem a maior porcentagem de imigrantes: 24,4%. Eles vêm de 58 países, incluindo Brasil, Albânia, Bahamas, Bangladesh, Etiópia, Gana, Guatemala, Líbano, Omã, Paquistão, Panamá, Filipinas, Arábia Saudita, Síria.

Média de idade: 28,2. A idade média dos menores de 30 anos aumentou este ano (o mais jovem, Jalyn Hall, tem 13 anos).

Gen Z (24 ou menos): 14%. Apesar do aumento da idade média, este é o maior contingente da Geração Z a aparecer na lista de todos os tempos.

Fundadores e cofundadores: 70%. A grande maioria dos nomes deste ano são fundadores ou cofundadores de empresas. Muitos outros estão liderando inovações que irão gerar empresas no futuro.

Principais cidades: Nova York, Los Angeles, São Francisco, Boston, Miami e Chicago. São Francisco se tornou menos popular, e Miami  tem ganhado espaço entre os jovens da lista.

Dívida estudantil: A turma deste ano tem mais de US$ 10 milhões em dívidas estudantis. Eles pagaram menos da metade até agora.

Compartilhe esta publicação: