Embraer dispara 15% após anúncio de listagem da Eve e impulsiona Ibovespa

Neste pregão, o índice também recebeu apoio da Vale (VALE3), cujos papéis subiram 2,63%, na esteira da alta do minério de ferro no exterior.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:
Divulgação/Eve
Divulgação/Eve

Modelo de eVtol da Eve, subsidiária da Embraer

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (21) em alta de 0,46%, a 105.499 pontos, puxado pelos papéis da Embraer (EMBR3). A empresa registrou avanço de 16,07%, após anunciar a listagem da
sua subsidiária de aeronaves elétricas, a Eve, na Bolsa de Nova York em 2022.

A abertura do capital da fabricante de aeronaves elétricas de pouso e decolagem verticais (eVTOL) será feita por meio de uma fusão com a Spac (empresa de aquisição de propósito específico) norte-americana Zanite Acquisition Corp, uma operação que avaliou a subsidiária em US$ 2,9 bilhões. Junto com o acordo com a Zanite, a Embraer anunciou que a empresa recebeu pedidos de encomenda de até 500 aeronaves.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Neste pregão, o Ibovespa também recebeu apoio da Vale (VALE3), cujos papéis subiram 2,63%, na esteira da alta do minério de ferro no exterior. A tendência de crescimento dos preços da commodity é intensificada pelas expectativas de que a China aumente os estímulos à sua economia no ano que vem.

No cenário político doméstico, as atenções se voltam para a votação do Orçamento de 2022. “O relator-geral, Hugo Leal, propôs nesta tarde uma PEC [proposta de emenda à Constituição] que prevê permissão para que o teto de gastos seja redefinido a cada quatro anos por meio de uma lei complementar publicada no primeiro ano do mandato presidencial. Até o momento, essa alteração não fazia parte das discussões”, aponta Antonio Pontes, broker de mesa de renda variável da Blue3.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além da Embraer, os destaques positivos do dia incluem os papéis da Azul (AZUL4) e Locaweb (LWSA3), que registraram avanços de 7,26% e 5,88%, respectivamente.

Em Wall Street, os índices encerraram o dia em alta. O Dow Jones subiu 1,60%, a 35.492 pontos; o S&P 500 avançou 1,78%, a 4.649 pontos; e o Nasdaq ganhou 2,40%, a 15.341 pontos.

As ações de tecnologia se recuperam da forte liquidação do dia anterior, lideradas pela fabricante de chips Micron Technology (MU), que fechou em avanço de 10,54%, após divulgar resultados financeiros positivos. Suas atualizações ajudaram a dissipar algumas preocupações sobre restrições mais amplas na cadeia de abastecimento num ambiente de alta inflação, que se tornou motivo de preocupação para bancos centrais de todo o mundo.

O pessimismo da sessão anterior, puxado pelas preocupações sobre a nova variante da Covid-19, também foi rebatido por notícias de que uma terceira dose da vacina Moderna teria eficácia comprovada contra a Ômicron. A Novavax também afirmou que pode entregar sua vacina de reforço no primeiro trimestre de 2022.

O dólar fechou em queda de 0,04%, negociado a R$ 5,7388 na venda, mas longe das mínimas do dia, apesar de mais uma intervenção do Banco Central no mercado à vista. De maneira geral, os investidores mantêm-se cautelosos em meio à disseminação global da variante Ômicron da Covid-19 e a temores fiscais domésticos. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: