Engie Brasil obtém financiamento do BNDES de R$ 1,473 bilhões para conjunto eólico no RN

A expectativa é de que o complexo esteja totalmente em operação no início de 2023.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Engie Brasil assinou um contrato de financiamento com o BNDES de 1,473 bilhão de reais destinado à implantação do Conjunto Eólico Santo Agostinho I, informou a companhia em comunicado divulgado nesta quarta-feira.

Em construção no Rio Grande do Norte, o parque eólico Santo Agostinho I terá 434 megawatts (MW) de potência e foi viabilizado com contratos fechados no mercado livre de energia (ACL). A expectativa é de que o complexo esteja totalmente em operação no início de 2023.

O financiamento junto ao BNDES tem prazo de amortização de 263 meses e representa em torno de 64% dos investimentos a serem realizados no projeto, disse a Engie Brasil.

(Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: