Forbes Radar: 3R, Santander, Odontoprev, Gol e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: 3R Petroleum, Santander Brasil, Odontoprev, Gol, Marisa, Petrobras, Telecom Italia, Didi.

Mariangela Castro
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (6), a 3R Petroleum informa o cancelamento de sua primeira emissão de debêntures simples, anunciada no último mês e que deveria arrecadar cerca de R$ 1,6 bilhão. Segundo a empresa, a realização de seu segundo follow-on já captou valor necessário para atender a seus planos e obrigações de curto e médio prazo.

Já o Santander Brasil anunciou emissão de R$ 5,5 bilhões em letras financeiras com prazo de dez anos para reforçar seu capital de nível dois.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Odontoprev também divulga a aquisição de 1.637.500 ações próprias em novembro, ao preço médio de R$ 12,79. Em 2021, já foram recompradas mais de 11 milhões de ações, totalizando um investimento de R$ 152 milhões.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

3R Petroleum (RRRP3)

A 3R Petroleum anunciou na última sexta-feira (3) o cancelamento de sua 1ª emissão de debêntures simples no valor de R$ 1,6 bilhão. A companhia afirma que, com a realização de seu segundo follow-on, no qual captou aproximadamente R$ 2,168 bilhões, já possui recursos financeiros suficientes para cumprir suas obrigações de curto e médio prazo. O caixa atual também permite colocar em prática o plano de investimentos previsto para o portfólio de ativos e os compromissos assumidos referentes a aquisições já assinadas, disse a companhia.

Santander Brasil (SANB11)

O Santander Brasil anunciou nesta sexta-feira (3) a emissão de R$ 5,5 bilhões em letras financeiras com prazo de dez anos para reforçar seu capital de nível dois. De acordo com a instituição financeira, a captação elevará a capitalização de nível dois em 92 pontos-base.

Odontoprev (ODPV3)

A Odontoprev divulgou na última sexta-feira (3) que adquiriu 1.637.500 ações em novembro, ao preço médio de R$ 12,79 por papel, por meio de um programa de recompra de ações. Em 2021, foram recompradas 11.637.500 ações, ao preço médio de R$ 13,02, representando um investimento de R$ 152 milhões.

A companhia anunciou também remuneração aos acionistas em 2021, considerando dividendos, juros sobre capital próprio e recompra de ações, no valor de R$ 400 milhões.

Gol Linhas Aéreas (GOLL4)

A Gol divulgou na manhã de hoje (4) os resultados prévios de tráfego de novembro de 2021. Na comparação com o mesmo período de 2020, os indicadores apresentaram crescimento. A oferta total da empresa aumentou em 20,4%, o total de assentos cresceu 26,5% e o número de decolagens, 28,7%. A demanda total da Gol também apresentou alta de 17,1% e a taxa de ocupação, de 82,1%.

Marisa (AMAR3)

A Marisa anunciou aos acionistas a aprovação, na reunião do conselho de administração realizada na sexta (3), o aumento do capital social da companhia entre R$ 89.999.999,32 e R$ 249.999.999,48. Para isso, a companhia emitirá até 81.168.831 novas ações ordinárias.

Petrobras (PETR4)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em entrevista ao site Poder360 que a Petrobras começará nesta semana a anunciar “pequenas” reduções no preço dos combustíveis. Leia aqui a notícia completa.

Telecom Italia (BIT: TIT)

A Telecom Italia está perto de escolher os bancos que lhe darão suporte em uma proposta de compra do grupo de private equity KKR. E pode até mesmo determinar os mandatos na próxima semana, disseram duas fontes à agência Reuters no sábado (4).

Um comitê especial organizado para estudar a abordagem não-vinculante do KKR, avaliada em € 33 bilhões incluindo dívidas, se reuniu na sexta-feira (3) e o fará novamente ao longo do fim de semana, disseram as fontes. A abordagem do KKR se tornou pública em 21 de novembro.

Muitos bancos ainda estão na briga por um papel consultivo no que seria o maior acordo de private equity da Europa. Bank of America e Barclays estão entre os favoritos, afirmaram as fontes.

As fontes também disseram que nenhuma decisão foi tomada por enquanto. A TIM se recusou a comentar. Os bancos não estavam disponíveis para comentar em um primeiro momento.

Didi (NYSE: DIDI)

Apenas cinco meses após sua estreia em Nova York, a gigante Didi informou que planeja se retirar da Bolsa de Valores dos EUA e se listar em Hong Kong. O anúncio foi recebido como uma concessão à pressão dos reguladores chineses.

As ações da empresa caíram cerca de 15% recentemente, após oscilarem no pré-mercado, com os investidores inicialmente apostando que a decisão acalmaria a China. Leia aqui a notícia completa.

(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: