Grendene e Neoenergia pagarão proventos, e Arezzo anuncia recompra de ações; veja os destaques do Forbes Radar

Últimas notícias sobre: BRF, Petrobras, Renova Energia, São Martinho e Westwing.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (14), a Grendene aprovou a distribuição antecipada de dividendos relativos ao quarto trimestre de 2021.

A Arezzo anunciou novo programa de recompra de ações, que tem como objetivo a compra de 5.008.278 papéis. A companhia encerrou o pregão de ontem em queda de 0,35% a R$ 77,68.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Grendene (GRND3)

A Grendene aprovou a distribuição antecipada de dividendos aos seus acionistas, referentes ao 4º trimestre de 2021.

De acordo com o documento enviado ao mercado, a partir de 28 de dezembro serão distribuídos R$ 71,6 milhões, sendo R$ 0,079441975 por ação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Arezzo (ARZZ3)

A Arezzo informou ao mercado que aprovou um novo programa de recompra de ações, que tem como objetivo a compra de 5.008.278 papéis pertencentes à própria empresa. Hoje, a empresa conta com 50.082.778 ações em circulação.

As negociações podem ser realizadas em até 18 meses, encerrando em 13 de junho de 2023.

Neoenergia (NEOE3)

A Neoenergia anunciou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no montante de R$ 170,7 milhões a seus acionistas, correspondentes a R$ 0,1406397677 por papel. O pagamento será realizado a partir do dia 21 de dezembro para os acionistas com posição na empresa no dia 1º de julho de 2021.

Ao mesmo tempo, a companhia aprovou a distribuição de dividendos no valor de R$ 200,7 milhões. O valor unitário por ação é de R$ 0,1653481665. O pagamento ocorrerá na mesma data dos JCP, 21 de dezembro.

Unidas (LCAM3)

A Unidas aprovou a sua 16ª emissão de debêntures não conversíveis em ações, em série única, da espécie quirografária.

Assim, serão emitidas 850 mil debêntures, ao valor unitário de R$ 1 mil. De acordo com a empresa, a emissão será destinada exclusivamente a investidores profissionais.

São Martinho (SMTO3)

A São Martinho irá emitir um milhão de debêntures, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em até duas séries, de acordo com o documento enviado ao mercado. O valor unitário dos papéis será de R$ 1 mil.

BRF (BRFS3)

A BRF e a Qatar Investment Authority (QIA) decidiram extinguir uma opção de venda de titularidade da QIA, que estava prevista no acordo de acionistas que rege a parceria entre ambas as empresas na TBQ Foods, informou a brasileira em comunicado na noite de ontem.

A TBQ Foods é uma sociedade holding detida 60% pela BRF e 40% pela QIA, e detém 91,7% das ações emitidas por Banvit, referência na produção de carne de frango da Turquia, que também é um dos maiores mercados de carne “halal” do mundo.

“A partir de 2023, QIA possuirá novas alternativas para liquidar seu investimento na Banvit. Não obstante, restou extinta a obrigação financeira da BRF perante a QIA”, afirmou a BRF.

Petrobras (PETR3/PETR4)

A Petrobras informou que na sexta-feira (10) foi paralisada a produção de gás do campo de Manati, localizado na Bacia de Camamu, no Estado da Bahia. A movimentação foi realizada em virtude do fechamento de válvula submarina do gasoduto de exportação.

De acordo com a empresa, a operação do duto foi interrompida de maneira segura e equipes foram mobilizadas para o reparo, com previsão de retorno em uma semana.

Renova Energia (RNWE4)

A Renova Energia iniciou as fases de teste das primeiras sete turbinas, com potência instalada total de 21 MW, do Parque Eólico Abil, pertencente ao Complexo Alto Sertão III – Fase A.

De acordo com o documento enviado ao mercado, a energia produzida pelo Parque Eólico Abil será dedicada exclusivamente ao atendimento do Contrato de Energia de Reserva, adjudicado no Leilão de Energia de Reserva de 2013.

Compartilhe esta publicação: