Ibovespa acompanha Wall Street e encerra a semana no vermelho

Entre os destaques positivos do dia, estão os papéis da BRF (BRFS3), brMalls (BRML3) e Natura (NTCO3).

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (17) em baixa de 1,04%, a 107.200 pontos, em linha com o desempenho negativo das bolsas internacionais. “Os temores com a variante Ômicron e as posturas hawkish [austeras] dos bancos centrais ativaram a aversão a risco nos mercados nesta sexta-feira, com o índice perdendo os ganhos acumulados até então na semana”, diz Alexsandro Nishimura, head de conteúdo e sócio da BRA.

A semana foi marcada por diferentes decisões de política monetária ao redor do mundo. O Federal Reserve, dos EUA, indicou que encerrará em março seus estímulos à economia norte-americana, abrindo caminho para três altas de juros em 2022. O Banco Central Europeu prometeu apoio contínuo à economia, mas anunciou que retirará gradativamente os estímulos, enquanto o Banco Central da Inglaterra elevou de forma surpreendente a taxa de juros.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A sessão de hoje apresentou volatilidade acima da média, uma vez que foi marcada pelo vencimento de opções sobre ações no Brasil, e pelos vencimentos de mais de um tipo de contrato nos Estados Unidos. O Ibovespa acumula perdas de 1% na semana.

Entre os destaques positivos do dia, estão os papéis da BRF (BRFS3), brMalls (BRML3) e Natura (NTCO3), que registraram avanços de 5,39%, 5,52% e 5,91%, respectivamente. A BRF sobe após propor a seus acionistas um aumento de capital por meio da emissão de 325 milhões de novas ações ordinárias, potencialmente levantando R$ 6,63 bilhões. A operação depende de aprovação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em Wall Street, os índices encerraram o dia em queda. O Dow Jones caiu 1,48%, a 35.365 pontos; o S&P 500 recuou 1,03%, a 4.620 pontos; e o Nasdaq registrou perdas de 0,07%, a 15.169 pontos.

Em reação às decisões do bancos centrais, as ações de grandes empresas de tecnologia encerraram o dia em firme baixa. Apple (AAPL), Alphabet (GOOGL), Microsoft (MSFT) e Meta Platforms (FB) caíram 0,75%, 1,92%, 0,42% e 0,25%, respectivamente. Dez dos 11 principais setores do S&P 500 também fecharam com perdas, com os setores financeiro e de energia liderando a 1,91%.

O dólar fechou em leve alta de 0,09%, negociado a R$ 5,6839 na venda. Encerra-se hoje uma semana marcada por fluxos sazonais de saídas de recursos do mercado doméstico, à medida que empresas fazem pagamentos de juros e dividendos. A moeda acumulou alta de 1,27% na semana. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: