Ibovespa opera em queda enquanto investidores repercutem decisão do Copom

As varejistas ampliam as perdas de ontem, puxadas pela divulgação de dados de venda no varejo mais fracos do que o esperado.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Getty Images

Acessibilidade


O Ibovespa opera em queda de 1,53%, a 106.437 pontos, às 13h22 de hoje (9), em reação ao tom mais duro adotado pelo Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, que elevou em 1,5 ponto-percentual a Selic ontem (8) e indicou novo ajuste de mesma magnitude na próxima reunião.

“O comunicado, na minha avaliação, é hawkish [referente a uma política monetária mais austera], como não poderia deixar de ser frente às expectativas de inflação”, comenta Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3 e PETR4) apresentam recuos de aproximadamente 0,50% na esteira da queda dos preços das commodities no exterior. As varejistas ampliam as perdas de ontem, puxadas pela divulgação de dados de venda no varejo mais fracos do que o esperado. Americanas (AMER3), Lojas Americanas (LAME4) Magazine Luiza (MGLU3) caem mais de 6% cada.

Em Wall Street, os índices também operam em queda, com o foco dos investidores voltado à divulgação de novos dados econômicos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Hoje, o Departamento do Trabalho informou que o número de novos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos caiu para o nível mais baixo em mais de 52 anos, na semana passada. A notícia reforça as condições do mercado de trabalho que continuam mostrando aperto em meio a uma aguda escassez de trabalhadores.

Às 13h22, o Dow Jones recuava 0,16% a 35.695 pontos; o S&P 500 cedia 0,39% a 4.684 pontos; e o Nasdaq perdia 0,75% a 15.668 pontos.

Os dados econômicos permanecem no radar dos investidores devido à sua importância na determinação dos próximos passos do Federal Reserve, banco central dos EUA, que pretende acelerar a retirada de estímulos da economia norte-americana. O chair do Fed, Jerome Powell, afirmou que essa possibilidade será discutida na próxima reunião do órgão, na semana que vem.

Às 13h22 de Brasília, o dólar era negociado em alta de 0,64%, a R$ 5,5692 na venda, em um movimento de correção que vem após a moeda acumular queda de 2,77% nos últimos dois dias. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: