Mercado abre estável e IGP-M fecha ano em alta

Baixa liquidez no penúltimo pregão do ano e IGP-M acima das previsões.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa opera estável na última semana do ano, com leve baixa de 0,13% na abertura do pregão de hoje (29), a 104.731 pontos perto das 10h15, horário de Brasília. A terceira prévia da carteira teórica do Ibovespa, válida para o período entre janeiro e abril de 2022, contou com a inclusão da ação da produtora de petróleo e gás 3R Petroleum. Além disso, houve a manutenção das ações de CSN Mineração e da fabricante de computadores Positivo, que haviam sido adicionadas à carteira nas prévias anteriores.

O unit da companhia de meios de pagamentos Getnet e a ação preferencial da Inter, retirados nas primeiras prévias, seguiram fora da carteira teórica nesta nova atualização. “Continua o cenário natural de fim de ano de volume muito baixo, fechamentos de datas múltiplos e agenda econômica relativamente restrita”, disse em relatório Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset.Embora os investidores continuem acompanhando com cautela as notícias sobre a disseminação da variante Ômicron, há sinais encorajadores de que a cepa pode não ser tão letal quanto o temido inicialmente, o que poderia levar a restrições econômicas menos rígidas de combate à doença, disse o economista.

O dólar continuava estável, em alta de 0,12% às 10h10 de Brasília. A moeda era negociada a R$ 5,6466. No exterior, o foco dos investidores continuava sobre a disseminação da variante Ômicron do coronavírus e suas possíveis consequências econômicas.

Enquanto isso, no Brasil, investidores alertavam para a aproximação da formação da Ptax de fim de ano, que acontecerá na quinta-feira, o que poderia levar a oscilações no sinal do dólar no mercado de câmbio local, segundo nota de Guilherme Esquelbek, da Correparti Corretora.
A Ptax é uma taxa de câmbio calculada pelo Banco Central que serve de referência para a liquidação de derivativos. No fim de cada mês, agentes financeiros costumam tentar direcioná-la para níveis mais convenientes a suas posições.

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,87% em dezembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com essa leitura, o IGP-M fechou o ano de 2021 em alta de 17,78%. Em dezembro de 2020, o índice acumulava alta de 23,14% em 12 meses. O dado deste mês veio acima da expectativa de mercado apontada em pesquisa da Reuters, de avanço de 0,65%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“O resultado deste mês foi influenciado pela aceleração dos preços de bovinos (11,69%), reflexo da demanda doméstica e da retomada das exportações e, pela aceleração dos preços de safras afetadas por geadas e seca, como café (12,52%) e cana-de-açúcar (2,83%)”, disse em nota o coordenador dos índices de preços da FGV, André Braz. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

Com Reuters

Compartilhe esta publicação: