Wall Street opera em baixa à espera de dados econômicos

Informações sobre o mercado de trabalho são avaliadas pelos investidores devido à sua importância na decisão do banco central dos EUA de acelerar a retirada de estímulos.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


As bolsas de Nova York abriram hoje (9) em queda, após três dias seguidos de ganhos, enquanto os investidores voltam as atenções para a divulgação de novos dados econômicos em busca de pistas sobre os próximos passos do Federal Reserve, o banco central norte-americano.

Às 12h09 de Brasília, o Dow Jones caía 0,20%, a 35.677 pontos; o S&P 500 recuava 0,27%, a 4.687 pontos; e o Nasdaq registrava perdas de 0,45%, a 15.716 pontos.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Pouco antes da abertura do mercado, o Departamento do Trabalho divulgou que o número de norte-americanos que fizeram novos pedidos de auxílio-desemprego caiu para 184 mil, o nível mais baixo em mais de 52 anos. O dado é referente à semana encerrada em 4 de dezembro. Economistas consultados pela Reuters previam 215 mil pedidos.

Informações sobre o mercado de trabalho e a alta nos preços são avaliadas pelos investidores devido à sua importância na decisão do banco central dos EUA de acelerar a retirada de estímulos da economia norte-americana. O chair do Fed, Jerome Powell, afirmou que o órgão discutirá em sua próxima reunião a possibilidade de encerrar os estímulos mensais de US$ 120 bilhões alguns meses antes do previsto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O dólar opera em alta de 0,73%, negociado a R$ 5,5741, após o Banco Central do Brasil elevar os juros básicos em 1,50 ponto-percentual. Embora isso seja visto como positivo para a moeda brasileira, investidores avaliam que há espaço limitado para perdas do dólar nesta quinta, uma vez que a divisa já vem de duas sessões consecutivas de forte baixa.

Compartilhe esta publicação: