Ibovespa hoje: Bolsa fecha em alta com avanço da Petrobras

Os destaques positivos da sessão incluíram os papéis do Banco Inter (BIDI11), CVC (CVCB3) e Petz (PETZ3).

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (20) com avanço de 1,01%, a 109.101 pontos, encerrando o sexto pregão de alta. O índice foi sustentado pela Petrobras (PETR3 e PETR4), cujos papéis subiram 0,64% e 0,73%, respectivamente.

“Com a medida de corte nos juros na China, a expectativa de aumento na demanda por commodities faz com que as principais ações aqui se valorizem”, aponta Antonio Carlos Pedrolin, líder de mesa de renda variável da Blue3.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Os destaques positivos da sessão incluíram os papéis do Banco Inter (BIDI11), CVC (CVCB3) e Petz (PETZ3), que avançaram 13,16%, 1,10% e 1,30%, respectivamente. Ações das empresas de tecnologia e do setor de consumo voltaram a se destacar entre as maiores altas do índice, em um movimento causado por uma queda na curva de juros brasileira.

Para Enrico Cozzolino, sócio e head de análise da Levante, o recuo nos rendimentos dos Treasuries, títulos da dívida norte-americana, aliado à correção nas bolsas norte-americanas – que bateram recordes recentemente -, favoreceu a atração de capital ao Ibovespa, especialmente às ações vistas como mais descontadas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em Wall Street, os índices encerraram o dia no vermelho. O Dow Jones caiu 0,89%, a 34.715 pontos; o S&P 500 cedeu 1,10%, a 4.482 pontos; e o Nasdaq recuou 1,30%, a 14.154 pontos.

Apesar da desaceleração dos rendimentos dos Treasuries, os índices não conseguiram sustentar os desempenhos positivos vistos no resto do dia. Investidores seguem com a política monetária norte-americana no radar, aguardando a próxima reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, na semana que vem.

Divulgado hoje, o número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego subiu para 286 mil, na semana passada, ante expectativa de 220 mil pedidos. “[O dado] coloca em dúvida as atuações mais severas do banco central americano”, complementa Pedrolin.

O dólar encerrou o dia em queda de 0,92%, negociado a R$ 5,4150 na venda, em meio a um novo rali de moedas de risco impulsionado pelo otimismo com o mercado chinês. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: