Novo ministro das Finanças da Alemanha está aberto a reformas na União Europeia

Lindner enfatizou que Alemanha quer desempenhar um papel construtivo no debate sobre como desenvolver ainda mais as regras fiscais da UE.

Da Reuters
Compartilhe esta publicação:
Michael Sohn/Reuters
Michael Sohn/Reuters

Lindner em entrevista em Berlim

Acessibilidade


O novo ministro das Finanças da Alemanha, Christian Lindner, destacou hoje (10) a prontidão de Berlim para reformar as regras fiscais da União Europeia e encontrar maneiras de fortalecer o setor financeiro do bloco ao concluir sua união bancária.

Em declaração a repórteres antes de uma reunião com Paschal Donohoe, chefe do Eurogrupo de ministros das Finanças da zona do euro, Lindner disse que queria que a UE se concentrasse na recuperação da pandemia, implementando seu fundo de recuperação de 750 bilhões de euros financiado pela dívida.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“Somos responsáveis por fazer disso um sucesso. Acho que é mais importante do que o debate sobre as regras fiscais”, disse Lindner, líder do FDP (Partido Liberal Democrático), fiscalmante cauteloso e o mais novo na coalizão tripartidária do chanceler Olaf Scholz.

Mas Lindner enfatizou que o novo governo da Alemanha quer desempenhar um papel construtivo no debate sobre como desenvolver ainda mais as regras fiscais da UE, conhecidas como Pacto de Estabilidade e Crescimento.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em seu acordo de coalizão, os social-democratas de Scholz, o FDP e os Verdes concordaram que qualquer reforma das regras deve ter como objetivo garantir o crescimento, manter a sustentabilidade da dívida e garantir investimentos favoráveis ao clima. Eles querem simplificar as regras para melhorar sua aplicação.

Compartilhe esta publicação: