Ações europeias despencam e entram em território de correção após Rússia atacar Ucrânia

As ações europeias despencavam mais de 3% nesta quinta-feira, com bancos e montadoras liderando as perdas.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Westend61/GettyImages
Westend61/GettyImages

Ações europeias despencam após invasão à Ucrânia

Acessibilidade


As ações europeias despencavam mais de 3% hoje, com bancos e montadoras liderando as perdas, já que a invasão da Ucrânia pela Rússia levantou temores de que uma guerra na Europa irá alimentar a inflação já alta e atrapalhar o crescimento econômico.

O índice pan-europeu STOXX 600 caía 3,59%, a 437,58 pontos, entrando em território de correção: um declínio de 10% ou mais em relação a sua máxima recorde, atingida em janeiro.

O índice estava a caminho de registrar sua pior liquidação em um mês.

O DAX, da Alemanha, caía mais de 4%, liderando as perdas entre os índices regionais devido a preocupações com a forte dependência do país do fornecimento de energia da Rússia.

Um aumento nos preços do petróleo – que superaram os 100 dólares o barril – ajudava a limitar as perdas no FTSE, do Reino Unido.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Rússia lançou uma invasão total da Ucrânia por terra, ar e mar nesta quinta-feira, o maior ataque de um Estado contra outro na Europa desde a Segunda Guerra Mundial e a confirmação dos piores temores do Ocidente.

. Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 2,96%, a 7.276 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 4,63%, a 13.954 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 4,46%, a 6.478 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 4,29%, a 24.840 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 3,84%, a 8.115 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 3,11%, a 5.261 pontos.

 

Compartilhe esta publicação: