Dólar vai a R$5,15 com alívio em tensão geopolítica e ambiente doméstico atrativo

O dólar era negociado em queda pelo terceiro pregão consecutivo hoje, indo à faixa de R$ 5,15 já nas primeiras negociações.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Rahel Patrasso/Reuters
Rahel Patrasso/Reuters

Pedestre passa em frente a casa de câmbio em São Paulo

Acessibilidade


O dólar era negociado em queda pelo terceiro pregão consecutivo hoje, indo à faixa de R$ 5,15 já nas primeiras negociações, com o mercado repercutindo alívio nas tensões entre Rússia e Ucrânia e continuando a enxergar retornos atrativos na moeda brasileira.

Às 9h10 (de Brasília), o dólar à vista recuava 0,21%, a R$ 5,1695 na venda, depois de chegar a cair para R$ 5,1558 na venda logo após a abertura da sessão.

Na B3, às 9h10 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subia 0,14%, a R$ 5,1815.

O dólar negociado no mercado interbancário fechou a última sessão em queda de 0,75%, a R$ 5,1805, menor valor desde 6 de setembro do ano passado (R$ 5,1764).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Banco Central fará neste pregão leilão de até 15 mil contratos de swap cambial tradicional para rolagem do vencimento de 1° de abril de 2022.

Compartilhe esta publicação:

Temas