GPA lucra R$ 777 milhões no 4º trimestre após crescimento de vendas

Excluindo esse efeito extraordinário, o lucro cresceu 107,7% sobre os R$ 374 milhões de outubro a dezembro de 2020.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O GPA, dono da bandeira Pão de Açúcar, teve lucro líquido de R$ 777 milhões no quarto trimestre, queda ante resultado de um ano antes, quando a companhia havia apurado ganhos com créditos tributários.

Excluindo esse efeito extraordinário, o lucro cresceu 107,7% sobre os R$ 374 milhões de outubro a dezembro de 2020.

A companhia apurou resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda de R$ 1,186 bilhão de outubro a dezembro, ante expectativa de analistas do setor de R$ 1 bilhão para a linha, segundo dados da Refinitiv).

A receita líquida somou R$ 14,9 bilhões no quarto trimestre, alta anual de 6,7%, em ritmo superior ao das despesas, que evoluíram 3,6%. Na mesma base de comparação, as vendas do GPA no Brasil cresceram 2,3% no trimestre ano a ano.

O GPA disse que o lucro líquido das “atividades abandonadas” esperado para o primeiro trimestre de 2022 é de cerca de R$ 1,8 bilhão, já considerando perdas operacionais previstas para a transição. Em fluxo de caixa, a empresa recebeu R$ 1 bilhão em 2021 e deve receber mais R$ 4,2 bilhões até 2024, como resultado da venda das unidades Extra para o Assaí.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O GPA anunciou em outubro o fim da bandeira de hipermercados Extra Hiper, em acordo com o Assaí, ambos controlados pelo francês Casino. Pelo acordo de até R$ 5,2 bilhões, o GPA passou ao Assaí 71 lojas Extra Hiper que serão convertidas para atacarejo.

Compartilhe esta publicação: