Ibovespa tem leve queda após Vale reverter perdas e com guerra na Ucrânia em foco

A sessão também sofria influência da safra mais recente de balanços, que ajudava a movimentar diversos papéis e setores.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Getty Images

Acessibilidade


O principal índice da bolsa brasileira reduziu perdas iniciais e mostrava queda leve hoje (25), diante de desempenho sem direção definida em Wall Street, à medida que os mercados globais mantinham foco sobre o ataque russo à Ucrânia e seus efeitos.

O índice local recuperou terreno após a abertura em Nova York e depois que a Vale reverteu queda vista mais cedo. A empresa divulgou balanço financeiro na véspera.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A sessão também sofria influência da safra mais recente de balanços, que ajudava a movimentar diversos papéis e setores.

Às 11:59, o Ibovespa caía 0,31%, a 111.249,49 pontos. O volume da sessão era de R$ 7,5 bilhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O índice caminha para uma queda semanal de 1,4%, a segunda baixa consecutiva, e um recuo mensal de 0,7%, após ter em janeiro seu melhor mês desde 2020.

Nos Estados Unidos, as principais praças acionárias operavam sem direção única. O Nasdaq Composite caía e S&P 500 e Dow Jones subiam. Houve alguma recuperação após o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, dizer que a Rússia está pronta para enviar uma delegação à capital bielorussa Minsk para conversações com a Ucrânia.

Na véspera, os índices em Wall Strret tiveram forte rali no final da sessão, e fecharam em alta, em movimento iniciado após o anúncio de sanções à Rússia pelos EUA e seus aliados.

Enquanto isso, o ataque russo à Ucrânia continua. O prefeito da capital Kiev, Vitali Klitschko, disse que a cidade “entrou em uma fase defensiva”, com a chegada das tropas russas a regiões próximas.

Na cena local, o IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado) avançou mais do que o esperado em fevereiro, enquanto o setor público consolidado brasileiro registrou superávit primário de 101,8 bilhões de reais em janeiro.

Compartilhe esta publicação: