Lucro da JHSF sobe 33,4%, com melhores resultados de shoppings e restaurantes

A receita líquida do grupo teve alta de 23,9% sobre mesma etapa de 2020.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A JHSF teve aumento robusto do lucro no quarto trimestre, movimento liderado por maiores receitas nas suas operações de shopping centers, restaurantes e hotéis, em meio ao recuo das medidas de isolamento social.

A companhia também especializada na incorporação de imóveis de alto padrão anunciou ontem que seu lucro líquido do período somou R$ 254,6 milhões, um aumento de 33,4% sobre igual etapa de 2020.

As vendas contratadas no negócio de incorporação, de R$ 340,2 milhões, foram 10% menores ano a ano.

No entanto, a receita líquida do grupo teve alta de 23,9% sobre mesma etapa de 2020, a R$ 483,3 milhões com um salto nas vendas de shoppings, restaurantes, hotéis e de seu negócio de aeroporto privado. As despesas operacionais avançaram quase na mesma velocidade, subindo 23,8%, para R$ 85,6 milhões.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi de R$ 264,3 milhões, avançando 11,6%. Mas a margem Ebitda, caiu 6 pontos percentuais, a 54,7%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: