Snap tem resultado acima do esperado apesar de mudanças em política de privacidade da Apple

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Snap divulgou hoje (4) receita e expansão da base de usuários no quarto trimestre acima do esperado pelo mercado, impulsionada por alta demanda por espaço publicitário e expansão em mercados emergentes.

Os resultados indicam que a Snap conseguiu evitar danos adicionais gerados pela mudança nas políticas de privacidade dos dispositivos da Apple, que tornaram a vida de empresas que dependem de venda de espaço publicitário online mais difícil.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Snap previu que a receita do primeiro trimestre ficará entre US$ 1,03 bilhão e 1,08 bilhão e que os usuários diários ativos somem de 328 milhões a 330 milhões. As previsões em ambos os casos superaram as expectativas do mercado, segundo dados da Refinitiv.

Isso foi uma boa notícia para um setor de tecnologia que viu nomes de peso despencarem na bolsa após divulgação de previsões abaixo do esperado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As ações da Meta desabaram 26% nesta quinta-feira no que pode ser a maior perda de valor de mercado em um único dia por uma empresa norte-americana da história.

Grande parcela dos anunciantes da Snap começaram a usar novas ferramentas de publicidade no final do quarto trimestre e partes dos negócios com propaganda digital da Snap começaram a se recuperar mais rápido que o esperado após as mudanças promovidas pela Apple, disse o vice-presidente financeiro da Snap, Derek Andersen.

A receita da Snap no quarto trimestre somou US$ 1,3 bilhão, aumento de 42% ante mesmo trimestre um ano antes. Analistas, em média, previam faturamento de 1,2 bilhão, segundo dados da Refinitiv.

Os usuários ativos do app Snapchat por dia subiram 20%, a 319 milhões, superando expectativa do mercado de 316,5 milhões.

A empresa também publicou seu primeiro lucro líquido trimestral desde seu IPO: US$ 22,5 milhões no quarto trimestre ante prejuízo líquido de 113 milhões um ano antes.

Compartilhe esta publicação:

Temas