Vale, Americanas, JHSF e mais onze empresas divulgam balanços do 4º trimestre; veja os destaques do Radar

Últimas notícias sobre: WEG, Rede D'Or, Ambipar, IRB, Aeris, Hypera, Sanepar, Grendene, BK Brasil, CCR, Randon, Localiza e Alupar. .

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (25), a Vale, Americanas, JHSF, IRB, Aeris, Hypera, Sanepar, Grendene, BK Brasil, CCR, Randon e Alupar divulgam seus balanços do 4º trimestre de 2021.

Localiza aprova aumento de capital da sua subsidiária, a Localiza Fleet, em R$ 100 milhões. O valor será pago em espécie, por meio da emissão de 17.213.392 ações ordinárias ao preço de R$ 5,81 por papel.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Confira os destaques:

Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) registrou lucro líquido de US$ 5,4 bilhões no 4º trimestre de 2021, informou a empresa ontem.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os valores representam um crescimento de 7,34 vezes em comparação ao registrado nos últimos três meses de 2020.
Após o balanço, a mineradora anunciou a distribuição de US$ 3,5 bilhões em dividendos, correspondentes a R$ 3,7 por papel.

Americanas (AMER3)

A Americanas divulgou lucro líquido de R$ 490 milhões no 4º trimestre, alta de 20,5% em comparação aos últimos três meses de 2020.

A comparação com o quarto trimestre de 2020 é pro-forma, considerando como se a união entre Lojas Americanas e B2W tivesse ocorrido desde o início do ano passado. O negócio foi concluído no fim de janeiro deste ano.

JHSF (JHSF3)

A JHSF reportou lucro líquido de R$ 254,6 milhões no último trimestre de 2021. O valor representa um crescimento de 33,4% na comparação anual A empresa também anunciou dividendos no valor de R$ 108,9 milhões.

BK Brasil (BKBR3)

O BK Brasil reportou lucro líquido de R$ 23,6 milhões no trimestre, revertendo o prejuízo de R$ 97,3 milhões do mesmo período do ano passado.

CCR (CCRO3)

A CCR registrou seu prejuízo líquido de R$ 74,8 milhões e registrou lucro de R$ 133,2 milhões no 4º trimestre. O Ebitda ajustado somou R$ 1,46 bilhão, alta de 37,9%. O Ebitda ajustado somou R$ 177,3 milhões, alta de 145,9% na comparação anual.

Randon (RAPT4)

A Randon teve lucro líquido de R$ 153,1 milhões no trimestre, queda de 69% na comparação anual. O Ebitda consolidado caiu 61,3%, para R$ 258,8 milhões.

IRB (IRBR3)

O IRB registrou prejuízo contábil de R$ 370,9 milhões no 4º trimestre de 2021, redução de 42,4% na comparação com o mesmo período de 2020.

Hypera (HYPE3)

O lucro líquido da Hypera Pharma foi de R$ 366 milhões no 4º trimestre, número 12,6% maior do que os R$ 324,9 milhões do mesmo período de 2020.

Grendene (GRND3)

A Grendene reportou lucro líquido de R$ 234,2 milhões no trimestre,queda de 25,6% em relação ao mesmo período de 2020.

Sanepar (SAPR11)

A Sanepar reportou lucro líquido de R$ 332 milhões no quarto trimestre de 2021, crescimento de 14% em relação ao mesmo período de 2020.

De acordo com a companhia, o resultado foi impactado, principalmente, pelo crescimento de 11,8% da receita operacional líquida.

Alupar (ALUP11)

A Alupar divulgou lucro líquido de R$ 219,3 milhões no 4º trimestre, queda de 52,4% na comparação anual.

Aeris (AERI3)

A Aeris obteve lucro líquido de R$ 18,1 milhões no 4º trimestre, valor 15,9% superior ao registrado no último trimestre de 2020.

Localiza (RENT3)

A Localiza aprovou aumento de capital da sua subsidiária, a Localiza Fleet, em R$ 100 milhões. O valor será pago em espécie, por meio da emissão de 17.213.392 ações ordinárias ao preço de R$ 5,81 por papel.

Assim, o capital da locadora de veículos passará para R$ 700 milhões.

WEG (WEGE3)

A WEG informou ao mercado na noite de ontem que concluiu o processo de aquisição de 100% do capital social da Balteau Produtos Elétricos.

Rede D’Or (RDOR3)

A Rede D’Or concluiu a compra de 100% do capital social do Hospital Santa Isabel, por meio da afiliada Hospitais Integrados da Gávea.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar (AMBP3) adquiriu 100% das quotas das sociedades Fox Comércio de Aparas e Fox Indústria e Comércio de Plásticos Reciclados. O valor da transação não foi divulgado.(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: