Venda de veículos novos despenca em janeiro, diz Fenabrave

A entidade espera que as vendas de carros e comerciais leves em 2022 cresçam 4,4%.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Em janeiro, todos os segmentos acompanhados pela Fenabrave apresentaram queda nas vendas contra dezembro

Acessibilidade


Os licenciamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus no Brasil em janeiro recuaram 38,9% na comparação com dezembro e despencaram 26,1% sobre o primeiro mês de 2021, para 126,49 mil unidades, informou a associação de concessionários Fenabrave.

“O resultado é conjuntural e acontece, principalmente, em função dos baixos estoques das concessionárias, em dezembro, e da persistente falta de produtos, ainda provocada pela escassez de insumos e componentes”, afirmou o presidente da Fenabrave, José Maurício Andreta Jr., em comunicado à imprensa. Ele citou ainda dificuldades geradas pela alta dos juros dos financiamentos.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Em janeiro, todos os segmentos acompanhados pela Fenabrave apresentaram queda nas vendas contra dezembro e na relação anual apenas caminhões, ônibus e motos mostraram avanços de 17,3%, 3,3% e 4,5%, respectivamente.

A Fenabrave também citou como motivos para a queda do mercado em janeiro as fortes chuvas que vêm ocorrendo em várias localidades do país, assim como o aumento do contágio das pessoas pela variante Ômicron do coronavírus, que têm provocado queda na visitação de lojas por clientes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A entidade espera que as vendas de carros e comerciais leves em 2022 cresçam 4,4%, para 2,06 milhões de unidades. A expectativa para caminhões é de expansão de 7,3%, para 136,6 mil veículos e para ônibus a Fenabrave espera aumento de 8% nos licenciamentos, para 19.180 unidades.

Compartilhe esta publicação: