Wall Street abre em queda à espera de dados macroeconômicos

O dólar opera em queda de 0,52%, negociado a R$ 5,2790, com perspectivas de juros mais altos no Brasil.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Matteo Colombo/Reuters

Acessibilidade


As bolsas de Nova York abriram hoje (1º) sem direção definida, enquanto os investidores aguardam a divulgação de dados macroeconômicos como o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), referente a janeiro.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Exxon Mobil (XOM) avançava 3,50%, após registrar lucro líquido de US$ 8,87 bilhões no quarto trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de US$ 20 bilhões constatado no mesmo período em 2020.

Já a United Parcel Service (UPS) subia 12,60%, depois de divulgar que a sua receita do quarto trimestre alcançou US$ 27,77 bilhões, contra expectativa dos analistas do mercado de US$ 27,06 bilhões.

Após o fechamento do mercado, será a vez da Alphabet (GOOGL), controladora do Google, e do Paypal (PYPL) divulgarem seus resultados.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Às 12h00, o Dow Jones subia 0,06%, a 35.154 pontos, o S&P 500 recuava 0,12%, a 4.510 pontos, e o Nasdaq perdia 0,55%, a 14.161 pontos.

Ontem (31), uma série de declarações de autoridades do Federal Reserve, banco central norte-americano, reiteraram a leitura de que as taxas de juros vão subir em março no país, embora ainda haja cautela sobre o que pode vir em seguida.

Segundo Patrick Harker, presidente do Fed na Filadélfia, pode ser apropriado que o banco aumente os juros quatro vezes neste ano.

O dólar opera em queda de 0,52%, negociado a R$ 5,2790, com perspectivas de juros mais altos no Brasil. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: