Wall Street abre em queda com novas sanções dos Estados Unidos à Rússia

Dólar sobe para R$ 5,15.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Matteo Colombo/Reuters

Acessibilidade


As bolsas de Nova York abriram hoje (28) em queda após novos desdobramentos do conflito entre Rússia e Ucrânia. Hoje, o governo dos EUA implantou novas sanções ao banco central russo.

O governo norte-americano proibiu que cidadãos do país façam qualquer transação envolvendo o Banco Central russo, o Fundo Nacional de Riqueza e o Ministério das Finanças da Rússia, em mais uma etapa das sanções impostas a Moscou.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

As duas sanções provavelmente aumentarão a inflação russa, prejudicando o poder de compra e reduzindo os investimentos no país.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, chamou o Ocidente de “Império das Mentiras” ao discutir a economia com autoridades de alto escalão, com novas imposições de sanções abrangentes contra Moscou, informou o Kremlin.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ao mesmo tempo, os governos envolvidos no conflito afirmaram que começaram negociações entre na fronteira de Belarus, em um momento em que a Rússia encara um aumento do isolamento econômico.

Às 12h, o Dow Jones operava em queda de 0,82%, a 34.635 pontos; o S&P 500 recuava 0,99%, a 4.331 pontos; e o Nasdaq perdia 0,58%, a 13.614 pontos.

O dólar subia 1,01% ante o real, cotado a R$ 5,1562, no segundo dia seguido de alta da moeda. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: