Consumidores dos EUA gastarão US$ 1 tri em compras online em 2022, diz estudo

A previsão representa um salto de 13% em relação a 2021 e segue um gasto total de 1,7 trilhão de dólares ao longo da crise do Covid-19.

Da Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paula Photo/Getty Images
Paula Photo/Getty Images

Mulher fazendo compras online

Acessibilidade


Os gastos em compras online de consumidores dos Estados Unidos poderão atingir um recorde de 1 trilhão de dólares este ano, graças às mudanças impulsionadas pela pandemia, mostrou um relatório do Adobe Analytics hoje (15).

A previsão representa um salto de 13% em relação a 2021 e segue um gasto total de 1,7 trilhão de dólares ao longo de dois anos da crise do Covid-19, a partir de março de 2020.

“A pandemia foi um momento importante para o comércio eletrônico. Não apenas acelerou o crescimento em quase dois anos, mas também impactou os tipos de bens que os consumidores estão dispostos a comprar online”, disse Vivek Pandya, analista-chefe da Adobe Digital Insights.

Os gastos online com mantimentos dispararam na pandemia, aumentando 7,2% no ano passado, depois de mais do que dobrar em 2020, já que os consumidores preferiam a segurança e a conveniência das entregas em domicílio.

Isso em comparação com um crescimento apenas modesto para vestuário, enquanto os eletrônicos consolidaram sua posição como a principal categoria em compras online.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“O comércio eletrônico está sendo remodelado pelas compras de supermercado, um setor com descontos mínimos em comparação com categorias como eletrônicos e vestuário”, disse Patrick Brown, vice-presidente de marketing de crescimento da Adobe.

A previsão para 2022 é apoiada por sinais de demanda robusta dos consumidores, mesmo com o aumento dos preços de produtos.

Compartilhe esta publicação: