Estamos prontos para impactos da guerra e temos exceção ao teto se for preciso, diz Guedes

O ministro da economia afirma que país tem"protocolo de guerra todo preparado".

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

Em caso de crise econômica como impacto da guerra, Paulo Guedes afirma que equipe poderá incluir exceção ao teto de gastos 

Acessibilidade


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (15) que o governo está pronto para eventuais impactos da guerra na Ucrânia, ressaltando que a equipe econômica tem um protocolo de crise que inclui exceção ao teto de gastos “se for preciso”.

“Estamos prontos, temos protocolo de guerra todo preparado, temos a PEC emergencial, temos o botão de emergência, temos a exceção ao teto se for preciso, estamos preparados para qualquer guerra”, disse.

LEIA TAMBÉM: Cerca de 2,4 mil empresas no Brasil dependem de fornecedores de Rússia e Ucrânia

Em cerimônia de lançamento de medidas econômicas no Palácio do Planalto, Guedes afirmou que o Brasil caiu durante a pandemia de Covid-19, já se levantou e está melhor que outros países.

O ministro ressaltou também que o governo zerou o déficit do setor público. Por isso, segundo ele, o Brasil está “pronto para outra briga” se vier uma guerra mundial, pontuando que, numa situação desse tipo, será possível expandir gastos novamente.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Após a aprovação do projeto que reduziu PIS/Cofins sobre combustíveis e mudou a fórmula de cálculo do ICMS, Guedes afirmou que a arrecadação dos governos subiu com a alta do petróleo e que os gestores públicos não podem “ter resultado na desgraça do povo”, sendo necessário abrir mão dessas receitas.

Compartilhe esta publicação: