Golpista do Tinder: verdadeiros herdeiros de magnata dos diamantes processam farsante

Em ação, os verdadeiros Levievs acusam Hayut de receber inúmeros benefícios alegando ser um membro da Família Leviev.

Matt Durot
Compartilhe esta publicação:
Forbes/Getty Images
Forbes/Getty Images

Shimon Hayut enganou dezenas de mulheres dizendo ser o filho do ex-bilionário Lev Leviev

Acessibilidade


O homem que supostamente enganou dezenas de mulheres e embolsou cerca de US$ 10 milhões (R$ 50 milhões) fingindo ser filho do magnata israelense dos diamantes Lev Leviev está enfrentando um novo desafio legal. A família da qual ele alegou fazer parte está vindo atrás de seus ganhos supostamente ilícitos.

Em um processo supostamente aberto em Tel Aviv e visto pela NBC News, os verdadeiros Levievs acusam Hayut de “receber inúmeros benefícios (incluindo materiais) falsamente e usar palavras falsas, alegando ser um membro da Família Leviev”. Enquanto isso, é a família que “pagará e arcará com os custos de seus benefícios”, alega o processo.

Eles têm muito em jogo – a Forbes estimou pela última vez a fortuna de Leviev em pouco menos de US$ 1 bilhão ( R$ 5 bilhões) em 2020, graças em parte às conexões estreitas do patriarca Lev Leviev com nomes como o ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos e o líder russo Vladimir Putin, que o ajudou a adquirir pedras preciosas, abocanhar minas e minar o domínio da De Beers no mercado de diamantes.

Leia mais: Conheça o ex-bilionário de quem o sedutor dizia ser filho

Simon Leviev, cujo nome verdadeiro é Shimon Hayut, já  cumpriu 5 meses de uma sentença de 15 meses em Israel por acusações de fraude não relacionadas (ele teria sido libertado no início de 2020 por bom comportamento).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Mas desde o início de fevereiro, a exposição de seus últimos golpes no documentário da Netflix “O Golpista do Tinder” não o impediu de exibir seu estilo de vida extravagante no Instagram (desde então, ele desativou seu perfil, depois de ser banido do Tinder e de outras redes sociais).

Shimon Hayut confiou em uma rede sombria própria para realizar seus golpes, e o processo dos Levievs tentará esclarecer seus integrantes.

“Vamos abrir uma ação contra Simon e qualquer indivíduo que trabalhe com ele, incluindo alguns sites que têm joint ventures com Simon e/ou se ofereceram para comprar participações especiais dele”, disse o advogado da família Guy Ophir em comunicado na segunda-feira (28).

“Qualquer um que tentar capitalizar com esse esquema será processado.”

O advogado dos Levievs disse ao programa Good Morning America que “qualquer dinheiro que eles recuperarem irá para as supostas vítimas de Simon”.

Em um vídeo recente, Hayut negou as acusações contra ele, alegando que “não sou uma fraude e não sou uma farsa. As pessoas não me conhecem, então não podem me julgar.”

Compartilhe esta publicação: