Holcim, maior fabricante de cimentos do mundo, decide vender operação na Rússia e deixar o país

A Holcim, que gera 1% de suas vendas e lucro operacional na Rússia, acompanha o êxodo de uma série de multinacionais, incluindo Nestlé e Sony.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Reuters/Arnd Wiegmann

A Holcim inicialmente manteve suas operações em funcionamento, dizendo que estava fornecendo materiais de construção essenciais

Acessibilidade


A maior fabricante de cimento do mundo, Holcim, disse hoje (29) que está saindo do mercado russo, a mais recente empresa ocidental a deixar o país após a invasão da Ucrânia por Moscou.

“O conselho de administração da Holcim decidiu iniciar o processo de saída do mercado russo, de acordo com os valores da empresa de operação responsável”, disse a companhia em comunicado.

“Esta decisão de desinvestir o negócio russo segue o anúncio anterior da Holcim de suspender todos os investimentos nesse mercado”, acrescentou a empresa.

A Holcim gera cerca de 1% de suas vendas e lucro operacional na Rússia, onde emprega cerca de 1.500 pessoas. Agora está à procura de um comprador para as operações no país.

A empresa inicialmente manteve suas operações em funcionamento, dizendo que estava fornecendo materiais de construção essenciais.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“O conselho de administração expressa sincera preocupação com o trágico sofrimento humano que se desenrola na região e está totalmente comprometido em apoiar as pessoas, famílias e comunidades afetadas”, acrescentou Holcim.

Uma série de multinacionais, incluindo Nestlé, Philip Morris e Sony se afastaram da Rússia nas últimas semanas.

Leia mais: Shell se une à BP e deixa investimentos de R$ 15,4 bi na Rússia

Leia mais: McDonald’s vai fechar todas as unidades na Rússia temporariamente

Leia mais: Empreendedor que levou Lush para a Rússia se prepara para fechar lojas e demitir os 600 funcionários

Compartilhe esta publicação: