Inflação anual da Turquia dispara para 54% em fevereiro, máxima em 20 anos

Na comparação mensal, os preços ao consumidor subiram 4,8% em fevereiro.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Cagla Gurdogan/Reuters
Cagla Gurdogan/Reuters

Resultado superou as expectativas de economistas consultados pela Reuters

Acessibilidade


A inflação anual da Turquia atingiu a máxima dos últimos 20 anos e chegou a 54,4% em fevereiro. O aumento dos preços foi impulsionado pela desvalorização da lira em 2021 e pelo avanço das commodities, que devem subir ainda mais devido à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Na comparação com janeiro, a alta foi de 4,8% em fevereiro, informou o Instituto de Estatística da Turquia hoje (3). A previsão em pesquisa da Reuters era de alta mensal de 3,8% e anual de 53%.

O índice de preços ao produtor disparou 7,22% em comparação com janeiro, acelerando a alta anual para 105% em fevereiro, refletindo o aumento dos preços das commodities em meio às tensões entre Rússia e Ucrânia.

A inflação tem disparado nos últimos nove meses, desde que o banco central da Turquia, sob pressão do presidente do país, Tayyip Erdogan, começou a cortar os juros. No ano passado, a autoridade monetária reduziu sua taxa básica em 5 pontos percentuais.

A expectativa é de que a inflação aumente ainda mais, exacerbada pelo salto nos preços de gás, petróleo e grãos desencadeado pelo conflito na Ucrânia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O ciclo de flexibilização monetária levou a uma crise cambial que fez a lira cair 44% em relação ao dólar no ano passado.

 

Compartilhe esta publicação: