União Europeia apura potencial uso de criptomoedas para driblar sanções à Rússia

Os volumes de negociação entre o rublo russo e a criptomoeda Tether aumentaram quando a moeda da Rússia caiu devido às sanções impostas pelo Ocidente.

Da Reuters
Compartilhe esta publicação:
Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

União Europeia apura potencial uso de criptomoedas para driblar sanções à Rússia

Acessibilidade


A Comissão Europeia estuda se criptoativos estão sendo utilizados ​​para contornar sanções financeiras impostas aos bancos russos após a invasão da Ucrânia, disse um funcionário de alto escalão da União Europeia, nesta quarta-feira (02).

Os volumes de negociação entre o rublo russo e a criptomoeda Tether aumentaram na segunda-feira, quando a moeda da Rússia caiu para uma mínima história devido às sanções impostas pelo Ocidente.

A bolsa de criptomoedas Binance, no entanto, bloqueou contas de qualquer cliente russo alvo de sanções.

Um funcionário graduado da UE disse que o bloco está ciente de que os criptoativos são uma “possível rota de evasão” para evitar sanções.

A Comissão Europeia tem lido reportagens na imprensa e também tem recebido informações diretamente, disse o funcionário.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“O aumento no valor de alguns desses ativos pode ser uma resposta às tentativas de contornar as sanções. Estamos analisando isso, mas nenhuma decisão foi tomada”, disse o representante da UE.

Compartilhe esta publicação: