Ações da HP atingem valor recorde após compra de participação pela Berkshire

Companhia de Warren Buffet adquiriu 11,4% da empresa por cerca de US$ 4,2 bilhões.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, adquiriu 11,4% da HP

Acessibilidade


As ações da HP atingiram recorde hoje (7) após a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, revelar que comprou uma fatia de 11,4% avaliada em cerca de US$ 4,2 bilhões na fabricante de computadores pessoais e impressoras.

A Berkshire disse na véspera que possuía quase 121 milhões de ações da HP, incluindo 11,1 milhões compradas esta semana.

LEIA TAMBÉM: Os bilionários que ficaram ainda mais ricos em 2022

As ações da HP subiam por volta de 15%, a US$ 40,19 nesta tarde, após atingirem o recorde de US$ 40,50.

Separada em 2015 da antiga Hewlett-Packard, a HP se beneficiou do aumento da demanda à medida por tecnologia que as pessoas passam mais tempo trabalhando e estudando em casa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa concordou no mês passado em comprar a fabricante de acessórios de áudio e vídeo Poly, antes conhecida como Plantronics, por US$ 1,7 bilhão.

No mês passado, a Berkshire disse que comprometeu cerca de US$ 22 bilhões em grandes novos investimentos. Isso inclui uma fatia de 14,6% na Occidental Petroleum e uma compra de US$ 11,6 bilhões da seguradora Alleghany, maior compra da Berkshire desde 2016.

A empresa de Buffett também tem dezenas de negócios, que incluem o seguro automóvel Geico e a ferrovia BNSF, e fechou 2021 com uma fatia de US$ 161,2 bilhões na Apple.

A Berkshire não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários. No ano passado, recomprou US$ 27 bilhões de suas próprias ações.

Mark Cash, analista da Morningstar, disse que a HP pode apelar para a Berkshire porque está retornando agressivamente o capital aos acionistas por meio de recompras de ações e dividendos mais altos.

“A HP opera em mercados que são desafiadores para crescer a taxas elevadas, portanto, focar em margens e retornos é a melhor maneira de recompensar os acionistas”, disse Cash. “Dentro da tecnologia, a HP pode ser considerada uma aposta de valor.”

Compartilhe esta publicação: