Governo brasileiro aprova oferta secundária de ações da estatal Eletrobras

Segundo decreto, os investidores terão "mais uma garantia de que a União deixará de ter o controle" da empresa.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

A Eletrobras passa por processo de desestatização 

Acessibilidade


O governo do Brasil afirmou ontem (2) que autorizou uma oferta secundária de ações da empresa estatal de energia Eletrobras, para dar maior segurança ao procedimento de desestatização da companhia previsto para este ano.

Segundo um decreto, com a oferta secundária “os investidores terão mais uma garantia de que a União deixará de ter o controle direto ou indireto sobre a empresa”.

LEIA TAMBÉM: Petrobras descobre nova acumulação de petróleo em poço do pré-sal da Bacia de Campos

A oferta secundária já vinha sendo considerada como uma possibilidade, após a primária, para diluir a participação do governo na empresa.

Em um decreto anunciando a oferta, o governo disse que as ações a serem vendidas, todas detidas pelo BNDES ou suas subsidiárias, somam 16,78% do total de ações ordinárias da Eletrobras.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: