Ibovespa acompanha mercado internacional e recua quase 3%

Dólar sobe 4,40% e fecha a R$ 4,80.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (20) em queda de 2,86%, a 111.077 pontos, acompanhando a queda dos índices internacionais, que sofreram com as previsões para a política monetária dos Estados Unidos.

O pregão foi marcado pela fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, de que uma alta de 0,5 pontos percentuais está “na mesa”.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

No Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o Comitê de Política Monetária (Copom) estará pronto para ajustar o tamanho de seu ciclo de aperto no caso de choques inflacionários maiores ou mais persistentes do que o esperado, seguindo a movimentação internacional.

O dólar contou com forte valorização de 4,04% nas negociações de hoje, cotado a R$ 4,8061, deixando a moeda brasileira com o pior desempenho global no dia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No cenário corporativo, apenas três ações do índice Ibovespa fecharam o dia em alta. A Copel (CPFL6) subiu 1,63%, a Raia Drogasil (RADL3) 0,22% e a Ambev (ABEV3) 0,14%.

Entre as maiores quedas do dia estão os papéis da CSN (CSNA3), Locaweb (LWSA3), Vale (VALE3) que recuaram 7,68%, 6,29% e 5,80%.

Os papéis da Eletrobras (ELET3 e ELET6) também recuaram mais de 4% com a postergação da privatização da companhia.

Em Wall Street, os principais índices fecharam em queda. O Dow Jones recuou 2,82% a 33.811 pontos; o S&P 500 perdeu 2,77%, a 4.271 pontos; e o Nasdaq desvalorizou 2,55% a 12.839 pontos.

De acordo com o especialista da Valor Investimentos, Davi Lelis, além do temor em torno do tom mais duro em relação à taxa de juros dos Estados Unidos, que derrubou os índices, os balanços financeiros do 1º trimestre divulgados hoje também não trouxeram alívio para o mercado. (Com Reuters).

Compartilhe esta publicação: