Ibovespa cai após inflação de março ficar acima do esperado

Dólar recua após semana de correção e volta à marca de R$ 4,70.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (8) em queda de 0,45%, a 118.322 pontos, após a inflação de março atingir o maior patamar para o mês desde o início do Plano Real. No cenário internacional, novos ataques da Rússia à Ucrânia desanimaram os investidores.

O dólar voltou a registrar queda nas negociações de hoje, após uma semana de correção nos valores. A moeda fechou em queda de 0,66%, a R$ 4,7094. Em abril, o dólar reduziu a queda para 1,07%, amenizando a baixa no ano para ainda expressivos 15,46%.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 1,62% em março, a maior taxa para o mês desde 1994 e a maior alta para qualquer mês desde janeiro de 2003 (2,25%), informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. O maior peso para o índice voltou a ser dos combustíveis, que tiveram alta de 6,70% depois de novo reajuste de preços da Petrobras (PETR3 e PETR4) no mês passado.

“O Ibovespa conta com uma alta de aproximadamente 16% no acumulado de 2022, enquanto o IPCA tem um crescimento dos últimos 12 meses de mais de 10%. Então, quando o investidor recolhe os lucros das ações, ele tem que contar com a perda de 10% do poder de compra da moeda. Isso significa que não existe o ganho de 16% líquidos, já que tirando o nível da inflação, o valor resulta apenas uns 5% de retorno”, explica Rodrigo Simões, especialista e professor da Faculdade do Comércio de São Paulo (FAC-SP).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No setor corporativo, as ações da Eletrobras (ELET3 e ELET6) fecharam entre as maiores altas pelo terceiro pregão seguido. Os papéis avançaram 5,30% e 4%, respectivamente.

Do lado oposto, as ações de varejistas foram impactadas pelo resultado da inflação e ficaram entre as maiores quedas do dia. Americanas (AMER3), Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) registraram perdas de 7,72%, 7,92% e 6,55%.

Nos Estados Unidos, as atenções ainda estão voltadas para a movimentação do Federal Reserve, banco central do Estados Unidos, em relação à política monetária.

Em Wall Street, dois dos principais índices fecharam em queda. O Dow Jones subiu 0,40% a 34.721 pontos; o S&P 500 perdeu 0,27%, a 4.488 pontos; e o Nasdaq desvalorizou 1,34% a 13.711 pontos. (Com Reuters).

Compartilhe esta publicação: