Ibovespa cai com receio de novas altas na taxa de juros

Dólar recua e volta a ser cotado a R$ 4,68.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (11) em queda de 1,16%, a 116.952 pontos, em linha com a movimentação dos mercados internacionais. Por aqui, a preocupação dos investidores está em torno da expectativa de novas altas na taxa básica de juros, a Selic.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta segunda-feira que uma aceleração no ciclo de aperto monetário nos Estados Unidos pode reverter o fluxo de investimentos para essas nações, principalmente se a inflação continuar surpreendendo e avançar.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A declaração veio após a inflação de março subir 1,62% e chegar ao maior patamar para o mês desde 1994.

Para Piter Carvalho, economista da Valor Investimentos, novas altas na taxa de juros não devem surtir efeito. “O Banco Central já tinha um plano de voo de começar a reduzir essa alta de juros. Porém, a subida da taxa tem tido pouco efeito sobre a inflação, já que o problema está na oferta, como a de combustível, de alimentos e outros casos. Será que o caminho é mesmo continuar investindo nessa estratégia?”, questiona ele.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O petróleo e o minério de ferro também ajudaram a movimentar o pregão de hoje. As fortes quedas das commodities foram impulsionadas pela inflação e por medidas de isolamento adotadas pela China, que já se estende mais do que o esperado.

As ações da Petrobras (PETR3 e PETR4) e da Vale (VALE3) recuaram 1,32%, 0,76% e 1,72%. A Braskem (BRKM5), por sua vez, está entre as maiores altas do dia, após novas notícias de interessados em comprar parte da empresa. Os papéis subiram 1,88%.

As ações da Ambev (ABEV3) destacaram e fecharam o pregão em valorização de 1,81%, com a alta expectativa do mercado para o encontro com investidores da companhia, que começará amanhã (12).

Em Wall Street, os principais índices fecharam em queda. O Dow Jones recuou 1,19% a 34.380 pontos; o S&P 500 perdeu 1,69%, a 4.412 pontos; e o Nasdaq desvalorizou 2,18% a 13.441 pontos.

O aumento dos rendimentos dos títulos norte-americanos pesaram sobre ações de megacapitalização, como Microsoft e Apple, enquanto investidores aguardam os dados de inflação que serão divulgados amanhã (12).

O dólar voltou a registrar queda e recuou 0,41% nas negociações de hoje. A moeda encerrou o dia negociada a R$ 4,6899. (Com Reuters).

Compartilhe esta publicação: