Inflação na zona do euro bate nova máxima recorde em março

Alta dos preços ao consumidor disparou a 7,5% no mês passado, bem acima da expectativa de 6,6% .

Reuters
Compartilhe esta publicação:
RalphOrlowsk/Getty Images
RalphOrlowsk/Getty Images

Preços dos combustíveis e gás natural tiveram o maior peso na alta da inflação da zona do euro

Acessibilidade


A inflação anual na zona do euro disparou a 7,5% em março, batendo nova máxima recorde e complicando a situação do Banco Central Europeu em meio a os preços elevados e a desaceleração do crescimento econômico.

A alta dos preços ao consumidor nos 19 países que usam o euro acelerou depois de chegar a 5,9% em fevereiro, informou a Eurostat hoje (1), ficando bem acima da expectativa de 6,6% conforme a guerra na Ucrânia e as sanções à Rússia elevam os preços dos combustíveis e do gás natural a recordes.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Embora a energia tenha exercido o maior peso, a inflação dos alimentos, serviços e bens duráveis também ficou acima da meta de 2% do BCE, mostrando que a alta dos preços é generalizada e não apenas um reflexo do petróleo caro.

Compartilhe esta publicação: