Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem e indicam mais aperto do mercado de trabalho

Economistas consultados pela Reuters previam 200 mil solicitações na última semana.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada

Acessibilidade


O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, indicando mais aperto das condições do mercado de trabalho no segundo trimestre, o que pode contribuir para manter a inflação elevada.

Os pedidos iniciais caíram em 5 mil, para 166 mil em dado ajustado sazonalmente, na semana encerrada em 2 de abril, informou o Departamento de Trabalho hoje.

Economistas consultados pela Reuters previam 200 mil solicitações na última semana.

Uma grave escassez de trabalhadores está mantendo as dispensas baixas e impulsionando as contratações. A demanda por trabalhadores está sendo impulsionada pelo recuo nas infecções por Covid-19, com retirada das restrições em todo o país.

Compartilhe esta publicação: