Serena Williams e Lewis Hamilton aderem à oferta de Broughton para adquirir Chelsea

Williams e Hamilton prometeram cerca de 10 milhões de libras (US$ 13,06 milhões) cada para a oferta.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Imagem/Tim Clayton e TPN
Imagem/Tim Clayton e TPN

Os veteranos de private equity Josh Harris e David Blitzer, donos de times esportivos como o Philadelphia 76ers da National Basketball Association (NBA), também apoiam a proposta de Broughton

Acessibilidade


A ex-número 1 do mundo no tênis Serena Williams e o sete vezes campeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton se juntaram à oferta de Martin Broughton para comprar o Chelsea, disse à Reuters uma fonte próxima à proposta hoje (21).

O consórcio do ex-chairman do Liverpool, Broughton, inclui o presidente da World Athletics, Sebastian Coe, e investidores abastados de todo o mundo, que o grupo diz quererem manter o status de líder do Chelsea.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Os veteranos de private equity Josh Harris e David Blitzer, donos de times esportivos como o Philadelphia 76ers da National Basketball Association (NBA), também apoiam a proposta de Broughton.

Williams e Hamilton prometeram cerca de 10 milhões de libras (US$ 13,06 milhões) cada para a oferta, noticiou a Sky Sports.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os representantes de Hamilton confirmaram mais tarde que o piloto de 37 anos aderiu à oferta de Broughton, mas disseram que os números financeiros citados na reportagem não são precisos, sem dar detalhes.

A Reuters procurou os representantes de Williams para obter comentários.

Compartilhe esta publicação: