Ações da China caem após Pequim ampliar medidas contra a Covid-19

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


XANGAI (Reuters) – As ações da China e de Hong Kong caíram nesta terça-feira já que medidas mais rigorosas contra a Covid-19 em Pequim reacenderam as preocupações com a desaceleração do crescimento, apesar das promessas de mais apoio econômico.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 2,34% no dia, maior perda desde 6 de maio, enquanto o índice de Xangai teve queda de 2,41%, maior queda desde 25 de abril.

O índice de Hong Kong Hang Seng recuou 1,75%, enquanto o China Enterprises Index perdeu 1,98%.

O subíndice do setor financeiro do CSI300 terminou em baixa de 1,49%, o de bens de consumo básicos perdeu 1,45%, o índice imobiliário recuou 0,27% e o subíndice de saúde teve queda de 3,7%.

As empresas de tecnologia, que lideraram uma recuperação do mercado desde o final de abril, caíram com força. O índice CSI Info Tech caiu 4,23% e o índice STAR50 em Xangai teve queda de 4,73%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os números diários de Covid-19 na China continuam sendo observados de perto pelos investidores e Pequim informou na segunda-feira 99 novas infecções no dia anterior, a maior contagem diária até agora durante o surto de um mês.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,94%, a 26.748 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,75%, a 20.112 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 2,41%, a 3.070 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 2,34%, a 3.959 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,57%, a 2.605 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,19%, a 15.963 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,58%, a 3.195 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,28%, a 7.128 pontos.

(Reportagem de Andrew Galbraith)

Compartilhe esta publicação: