Ações da China fecham em baixa com dados fracos de atividade econômica extrema

Compartilhe esta publicação:

XANGAI (Reuters) – As ações da China terminaram em baixa nesta segunda-feira depois que dados mostraram que a atividade econômica do país esfriou drasticamente em abril devido aos lockdowns contra a Covid-19, com os investidores deixando de lado plano de reabertura de Xangai em junho e um corte na taxa de empréstimo para compradores de moradias de primeira viagem.

Acessibilidade


O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,8% no dia, enquanto o índice de Xangai teve perda de 0,34%.

O índice de Hong Kong Hang Seng subiu 0,26%, enquanto o China Enterprises Index teve alta de 0,3%.

As vendas no varejo da China caíram 11,1% em abril em relação ao ano anterior, quase o dobro da queda projetada, enquanto a produção industrial teve queda de 2,9%, em comparação com a previsão de analistas de um ligeiro aumento.

Xangai estabeleceu planos para retorno a uma vida mais normal a partir de 1º de junho e para o fim do lockdown que dura mais de seis semanas.

Para apoiar o setor imobiliário, o banco central cortou em 20 pontos base o limite inferior das taxas de juros de empréstimos à habitação para compradores de primeira viagem.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,45%, a 26.547 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,26%, a 19.950 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,34%, a 3.073 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,80%, a 3.956 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,29%, a 2.596 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,43%, a 15.901 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES permaneceu fechado.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,25%, a 7.093 pontos.

Compartilhe esta publicação: