Ações europeias ficam estáveis ​​após dados fracos da China; mineradoras limitam queda

Compartilhe esta publicação:

Por Susan Mathew

Acessibilidade


(Reuters) – As ações europeias fecharam estáveis nesta segunda-feira uma vez que ganhos de mineradoras limitaram as quedas, enquanto papéis franceses e alemães foram os que mais cederam após a divulgação de dados econômicos da China alarmantemente fracos, que alimentaram temores de recessão global.

As vendas no varejo chinês em abril recuaram 11,1%, quase o dobro da previsão de declínio, enquanto a produção industrial caiu 2,9% quando analistas esperavam uma leve alta, o que aumentou preocupações de que a segunda maior economia do mundo pode contrair neste trimestre em razão dos bloqueios contra a Covid-19.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou com variação positiva de 0,04%, a 433,67 pontos, após registrar seu primeiro ganho semanal em cinco na sexta-feira. O aperto da política monetária e sinais de mais ação, lockdowns na China e a guerra entre Rússia e Ucrânia prejudicaram o sentimento este ano, com o STOXX 600 em queda de cerca de 11% até agora.

As mineradoras europeias subiram 1,5% e compensaram baixas no principal índice com o avanço dos preços dos metais industriais. [MET/L]

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,63%, a 7.464,80 pontos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,45%, a 13.964,38 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,23%, a 6.347,77 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,06%, a 24.033,05 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,19%, a 8.353,70 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,64%, a 5.741,48 pontos.

Compartilhe esta publicação: