Arm, companhia de chips do SoftBank, registra receita recorde em 2021

Compartilhe esta publicação:

Por Jane Lanhee Lee

Acessibilidade


SÃO FRANCISCO (Reuters) – A Arm, empresa de tecnologia de chips do conglomerado japonês SoftBank, divulgou receita recorde para 2021, e seu presidente-executivo, Rene Haas, disse à Reuters que os negócios para novos designs de chips indicam fortes resultados à frente.

A Arm, que faz o projeto básico usado no design de chips, teve receita de 2,7 bilhões de dólares no ano passado, um aumento de 35% em relação ao ano anterior.

A receita de negócios de licenciamento aumentou 61%, para 1,13 bilhão de dólares, enquanto os royalties, acompanhando o número de chips vendidos usando a tecnologia da Arm, aumentaram 20%, para 1,54 bilhão de dólares.

Os resultados foram divulgados na quinta-feira.

Haas afirmou que 29,2 bilhões de chips com a tecnologia da Arm foram vendidos no ano passado, sendo quase 8 bilhões no quarto trimestre. Ele disse que o foco colocado pela Arm no setor automotivo há três, quatro anos está valendo a pena, já que a receita desse segmento mais do que dobrou no ano passado, graças à eletrificação e ao aumento do poder de computação para veículos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Haas se recusou a falar sobre o potencial valor que a Arm poderia buscar através de uma abertura de capital. Em setembro de 2020, a norte-americana Nvidia havia proposto pagar até 40 bilhões de dólares pela Arm, em um negócio que não foi para frente por obstáculos regulatórios. O SoftBank comprou a Arm, uma empresa inglesa, por 32 bilhões de dólares.

O executivo também reiterou que a Arm resolveu uma disputa pública em sua joint venture chinesa, destituindo o ex-presidente-executivo Allen Wu. Haas disse que o empreendimento, a Arm China, representa cerca de 20% da receitada empresa.

“Uma coisa que posso dizer é que tivemos ótimos resultados no ano passado e isso não teria acontecido sem a joint venture da China indo bem”, disse ele.

(Por Jane Lanhee Lee)

Compartilhe esta publicação: